domingo, 14 de outubro de 2012

TURISMO SEXUAL


Organizações Não-Governamentais (ONGs) que se dedicam à proteção da criança e do adolescente denunciam que o Brasil é um dos principais países do globo para onde se destinam anualmente milhares de turistas sexuais. Eles vêm em busca de sexo em troca de dólares e não se preocupam por irem para a cama com crianças. Capitais dos Estados do Nordeste, como Recife, Fortaleza, São Luís e Natal são as campeãs em receber turistas sexuais, sendo que a maioria esmagadora é composta por estrangeiros. A Embratur e as prefeituras dessas cidades estão tomando iniciativas para combater o problema. As ações, por enquanto, se restringem a campanhas preventivas, alertando os turistas através de panfletos e cartazes espalhados pelos principais pontos turísticos, hotéis e restaurantes, sobre as penas previstas na legislação brasileira para quem comete atos do gênero. Campanhas publicitárias vinculadas pela Embratur em outros países agora também vão passar a conter alerta aos turistas sobre a questão.

Disque-Denúncia

A Secretaria Especial dos Direitos Humanos e dos Ministérios da Saúde e Turismo criaram no dia 18 de maio de 2003 uma central de atendimento telefônico especialmente para ajudar a combater a violência e o turismo sexual infanto-juvenil. O telefone do Disque-Denúncia que vem sendo divulgado nos principais pontos das principais cidades turísticas e capitais brasileiras é o 0800-990-500.

Nenhum comentário: